terça-feira, 13 de outubro de 2009

VENTRE DE MÃE: O ÚNICO LUGAR SEGURO


É tão chato ser adulto...Durante a infância, a gente pode fazer o que quer,na hora que dá vontade e não sente culpa por isso.Sei que nem toda criança é criança, mas aquelas que tem a oportunidade de usufruir as maravilhas de uma infância legítima...Ai ai...Ô fase boa!Amor,segurança e carinho aliados à doce liberdade...

Liberdade? Sonho de outrora, hoje sequer consigo jogar meu tempo fora sem sentir culpa.É que são tantas coisas pra fazer,uma conta pra pagar,um livro pra estudar...Uma folha imensa pra anotar os planos para um futuro longínquo que nem sequer tenho certeza de que estarei aqui para usufruir.

As vezes dá uma vontade de correr pra casa,deitar no colo da mãe e dizer: Mãe, eu não estava pronta pra crescer,quero voltar! Aí de repente, eu lembro de outra coisa que a vida adulta me ensinou: filho adulto não chora,nem compartilha suas catástrofes interiores, afinal, adulto de verdade tem que ser forte, seguro e fingir autosuficiência.

2 comentários:

Koyka disse...

Como é difícil ser sensível, nesse mundo cão...

Rafael disse...

acredito na sua for moça, mas de qualquer forma estou aqui e pode contar comigo. bj

Postar um comentário